Sorting by

×
  • Sex. Mai 20th, 2022

Concluídas no Bussaco ações que convidam à sua visitação

Estão finalizadas as ações previstas no protocolo estabelecido, em 2021, entre a Fundação Mata do Bussaco (FMB), o Fundo Ambiental (FA) e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Com vista a tornar a Mata Nacional do Bussaco um espaço ainda mais apetecível à visitação, a FMB, o FA e o ICNF uniram esforços num protocolo de colaboração técnica e financeira, que levou a cabo um conjunto de ações, que agora finalizam. Foram diversas as ações executadas no âmbito deste protocolo, que perfizeram um investimento total de 250 mil euros.

A substituição de portas de acesso às galerias de água/minas foi uma das ações abrangidas no protocolo com o intuito de proteger pessoas, animais e bens, assim como o património edificado da mata e, consequentemente, preservar o património natural. A reabilitação da Casa da Rainha constituiu também um dos pontos centrais, cuja intervenção era urgente, uma vez que o telhado se encontrava danificado; esta ação veio possibilitar a realização de um importante protocolo de voluntariado residente, por 2 anos, com a associação Plantar Uma Árvore.

De forma a incentivar a visita de quem procura o contacto com a natureza, 25 novas mesas de piquenique foram colocadas na mata que vieram substituir anteriores que já se encontravam deterioradas. Também as casas de banho junto à Fonte Fria, bem como as da Pousada Pequena (edifício da Loja da Mata) foram recuperadas, adaptando-as para permitir a sua utilização por pessoas com mobilidade reduzida e melhorando os acessos.

A segurança da mata e da comunidade também foi alvo da preocupação das instituições signatárias, dando lugar a uma outra intervenção, através da reabilitação dos emblemáticos portões de ferro – Porta de Serpa e Portão do Luso/portão dos passarinhos – e (re)introdução de portões na Porta da Rainha, Porta das Ameias, Porta de Sula e Porta da Cruz Alta.

Convidando aos passeios orientados e informados, verificou-se também ser imprescindível, em toda a mata, a colocação de modernizada sinalética. São facultados agora novos suportes, onde os visitantes poderão aceder a informação geral de serviços, bem como a informação contextual sobre o património edificado, a qual se pode ver ao longo da Via Sacra, nas Capelas e Ermidas de habitação. Também os trilhos foram preparados com a nova sinalética que orienta o percurso e instrui acerca da biodiversidade. De forma a acompanhar a evolução digital, algumas placas informativas foram munidas com códigos QR, que direcionam o visitante para informação adicional à apresentada.

A FMB conclui assim a execução deste importante protocolo cumprido integralmente para cuidar e elevar a beleza patrimonial e natural deste espaço tão valioso para todos nós. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.